Próxima semana traz ata do Copom, CPI dos EUA e oportunidade em Santander [SANB11]

A partir das cartas de gestores e de pesquisa interna da XP Investimentos, o TradeNews teve acesso às perspectivas das principais gestoras de fundos do Brasil para o cenário político-fiscal do país do próximo ano

Panorama de 13 a 17 de maio

O Ibovespa fez que ia engatar alta na semana, mas o Copom tirou a agulha do disco, levando o índice a 0,71% de queda semanal. Após a decisão de política monetária da quarta-feira (08), o benchmark da Bolsa brasileira engatou perdas, diante da reação dos investidores ao comunicado da autarquia, o qual mostrou um colegiado expressivamente dividido. 

A próxima semana promete ainda mais movimento para o mercado financeiro, com a ata do Copom na terça-feira (14) e o balanço trimestral da Petrobras [PETR3; PETR4]. 

Panorama do Ibovespa

No gráfico, o Ibovespa falhou no rompimento de topo na região dos 129.900 pontos, registrando correção nos últimos dois pregões da semana. “Eu vejo agora um movimento mais de lateralidade para o Índice Bovespa nos próximos dias, uma lateralidade entre 124 mil e 130 mil pontos”, pondera o analista técnico Filipe Borges.

A variação gráfica se aproxima da região central da consolidação pela qual o índice passa, “ou seja, para operações de swing trade tem que ter bastante seletividade e bastante filtro operacional, pegar os ativos que realmente estiverem apontando para cima”. O especialista recomenda esperar o mercado efetivamente apontar para um lado antes de acelerar com mais operações em ações.

Temporada de balanços

A temporada de balanços do primeiro trimestre de 2024, que está chegando ao fim, reserva a divulgação de resultados de pesos-pesados da bolsa brasileira na segunda-feira (13), com destaque para Petrobras. 

Serão também conhecidos neste dia os balanços de BTG [BPAC11], Raízen [RAIZ4], Hapvida [HAPV3], Natura [NTCO3], Azul [AZUL4] e IRB [IRBR3], enquanto no dia seguinte será a vez de Nubank [ROXO34], XP [XPBR31], Marfrig [MRFG3], Ânima [ANIM3], Kora Saúde [KRSA3], Oncoclínicas [ONCO3], Even [EVEN3], Melnick [MELK3], Enjoei [ENJU3], Grupo SBF [SBFG3], Track & Field [TFCO3] e Gol [GOLL4].

Na terça-feira, a ata do Copom vai compartilhar a atenção com os balanços da Aeris [AERI3], Tupy [TUPY3], JBS [JBSS3], Bradespar [BRAP4], Multilaser [MULT3], Brisanet [BRIT3] e Positivo [POSI3]. Já na quarta-feira (15) saem os números da IMC [MEAL3], Agrogalaxy [AGXY3], Ambipar [AMBP3], Dasa [DASA3], Orizon [ORVR3], Unifique [FIQE3], Simpar [SIMH3] e Equatorial [EQTL3]. 

Radar de Proventos

Ficarão ex-proventos os papéis da Ecorodovias [ECOR3], Qualicorp [QUAL3] e Taesa [TAEE11] na segunda-feira. No dia seguinte, é a vez de Vulcabras [VULC3], BR Partners [BRBI11], CSN [CSNA3] e CSN Mineração [CMIN3]. 

No resto da semana, ficam ex Gerdau [GGBR3; GGBR4], Gerdau Metalúrgica [GOAU3; GOAU4], Odontoprev [ODPV3], Ambipar [AMBP3] e Cruzeiro do Sul [CSED3]. A semana encerra com a data ex da MRV [MRVE3] e Lavvi [LAVV3].

Dicas de trades

Santander [SANB11]

A unit do Santander é uma compra “um pouco diferente”, classifica Filipe Borges, por conta do setup na região de retração. ativo que apresentou “excelente alta”, dos R$ 26,00 aos R$ 30,00, e agora corrige exatamente na região de retração dos 50%. “Com isso, vejo uma compra nessa ação, caso continue caindo, entre R$ 28,15 e R$ 27,80.”

O stop da posição ficaria abaixo dos R$ 26,80, enquanto o alvo seria a primeira resistência em R$ 30,60, depois alvo principal em R$ 36,00. Em suma, Filipe vê espaço para compra na região dos R$ 28,50, com alvo potencial para os próximos dias ou próximas semanas nos R$ 36,00.

Cury [CURY3]

A ação da Cury “segue em ótima movimentação de alta”, diz Filipe. O gráfico fechou muito bem a semana, pois percebe-se que onde há aumento de volume há defesa dos compradores, movimento que tem se refletido nos preços nos últimos meses e reforça uma visão compradora para o papel. 

O analista recomenda muita atenção ao rompimento de R$ 19,60. Um rompimento dessa região de resistência teria exatamente a mesma intensidade de movimentação vista no último impulso de alta, o que levaria o ativo ao preço aos R$ 24,00, consistindo em um upside em torno de 20% na ação.

Banco Inter [INBR32]

O banco interrompeu uma importante linha de tendência de baixa (LTB) após a divulgação do resultado, que veio “muito positiva”.

O ativo apresentou na sexta-feira uma ligeira correção, mas Filipe está de olho em uma possível compra da BDR já para os próximos dias. “Rompendo os R$ 30,20, a BDR reserva espaço para alta com a resistência nos R$ 31,70 e grande probabilidade de romper essa região de resistência e ir rumo ao alvo nos R$ 38.”

Indicadores econômicos

No plano internacional, o destaque da semana fica com os dados de inflação ao consumidor e ao produtor dos EUA. “Após a aceleração do nível de preços ao consumidor verificado no primeiro trimestre, com números acima da projeção do mercado, os investidores avaliarão se há uma retomada inflacionária ou se o que ocorreu entre janeiro e março foi um evento isolado”, comentaram os analistas da plataforma Investing.com. 

Dessa forma, números dentro do esperado podem solidificar a expectativa do mercado de que o Federal Reserve (Fed) reduza duas vezes em 0,25 ponto percentual (p.p.) a taxa de juros da economia dos EUA, a primeira em setembro e a segunda em dezembro. Os dados de inflação ao produtor vêm primeiro, na terça-feira, enquanto os números do nível de preço dos consumidores serão conhecidos na quarta-feira.

Quanto à ata do Copom, agendada para terça-feira, “os economistas e analistas estão ansiosos para entender os argumentos presentes entre os votos favoráveis ao corte de 0,25 p.p. na taxa Selic e os que defendiam continuidade na redução de 0,50 p.p”.

Calendário Macroeconômico

Hora

País

Evento

Segunda-feira

7h

8h25

10h

 

Zona do Euro

Brasil 

EUA

 

Eurogrupo

Boletim Focus

Discurso de Loretta Mester, do Fomc

Terça-feira

6h

7h

7h

8h

9h30

11h

 

Zona do Euro

Brasil

Zona do Euro

Brasil

EUA

EUA

 

Percepção  ZEW

Serviços (Mar)

Eurogrupo 

Ata do Copom

IPP (Abr)

Discurso de Powell, do presidente Fed

Quarta-feira

6h

6h

9h

9h30

9h30

9h30

16h20

 

 

Zona do Euro

Zona do Euro

Brasil

EUA

EUA

EUA

EUA

 

 

PIB 

Indústria (Mar)

IBC-Br (Mar)

CPI (Abr)

Varejo

Índice Empire State (Mai)

Discurso de Bowman, do Fomc

Quinta-feira

10h15 

11h

23h

23h

23h

 

 

 

EUA

EUA

China

China

China

 

 

 

Indústria (Abr)

Discurso de Barr, do Fed

Indústria (Abr)

Varejo (Abr)

Taxa de desemprego (Abr)

Sexta-feira

6h

11h15

 

Zona do Euro

EUA

 

CPI (Abr)

Discurso de Waller, do Fed

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?