Rali em NY na véspera anima Europa; CPI da OCDE voltou a acelerar

lo-lo-CeVj8lPBJSc-unsplash

As bolsas da Europa operam em forte alta nesta terça-feira (04), dando continuidade aos ganhos do pregão anterior, após desempenho positivo em NY ontem. Os futuros de Nova York também registram alta significativa, sugerindo que Wall Street dará continuidade ao rali da véspera depois de acumular fortes perdas ao longo de setembro.

Com a trajetória dos juros dos Estados Unidos em mente, investidores estarão atentos às falas de uma série de dirigentes do Federal Reserve (Fed), que, no mês passado, elevou suas taxas básicas em 0,75 p.p. pela terceira vez seguida. A agenda dos EUA também conta com relatório Jolts de empregos e dados sobre encomendas à indústria. 

Do outro lado do Atlântico, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, também participa de evento. 

De volta às praças europeias, o índice de preços ao produtor (PPI) da Zona do Euro saltou 43,3% em agosto ante igual mês do ano passado, ganhando força ante o aumento anual de 37,9% observado em julho. O resultado de agosto superou levemente a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo anual de 43,2%.

Em relação a julho, o PPI do bloco avançou 5% em agosto, em linha com o consenso do mercado.

A taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) dos países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) voltou a acelerar em agosto, a 10,3%, à medida que avanços nos preços de alimentos e na inflação subjacente mais do que compensaram uma desaceleração nos preços de energia. Em julho, o CPI anual da região havia sido de 10,2%.

Apenas os preços de energia na OCDE subiram 30,2% em agosto ante igual mês do ano passado, após saltarem 35,3% na mesma comparação de julho. 

No G7, que reúne as sete maiores economia do mundo, a taxa anual do CPI diminuiu levemente entre julho e agosto, de 7,6% para 7,5%. No G20, a taxa ficou em 9,1% em agosto, ante 9,2% no mês anterior.

As bolsas da Ásia fecharam em alta firme, acompanhando o rali em Wall Street. Os mercados de Hong Kong e Xangai não operaram hoje, por conta de um feriado, enquanto a bolsa sul-coreana reabriu. 

Por aqui, o IPC-Fipe, que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,12% em setembro, repetindo a variação de agosto e ganhando força em relação ao acréscimo de 0,09% verificado na terceira quadrissemana do mês passado.

O resultado de setembro ficou dentro das projeções de instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast, de queda de 0,27% a alta de 0,17%, mas acima da mediana das estimativas, de 0,10%.

Entre janeiro e setembro, o índice acumulou inflação de 5,76%. No período de 12 meses até setembro, o índice avançou 8,20%.

Entre os presidenciáveis, após um dia de reuniões para definir a estratégia de campanha durante o segundo turno, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não terão compromissos públicos.

O atual chefe do Executivo tem na sua agenda oficial uma reunião no Planalto com o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos). Já o PT fará uma reunião, fechada, com a equipe de campanha para definir o primeiro compromisso de Lula do segundo turno. Não estava confirmada a participação do ex-presidente no encontro.

 

Desempenho dos principais índices às 7h45:

🇺🇸 S&P Futures +1,82%

🇩🇪 DAX +3,11%

🇺🇸 Nasdaq +2,22%

🇬🇧 FTSE +2,10%

🇫🇷 CAC +3,54%

🛢 Petróleo Brent +0,95%

🛢 Petróleo WTI +0,78%

💵 Índice Dólar -0,56%

🇺🇸 S&P VIX -2,99%

🇧🇷 EWZ +2,15%

💰 Bitcoin +3,86%

💲 Ethereum +4,38%

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?