Reino Unido desiste de pacote fiscal; BoE encerra compra de Gilts

GTXVCSUN2ZKUBLWBNL37SMQBQU (1)


As bolsas da Europa operam em alta nesta segunda-feira (17), acompanhando os futuros de Nova York e ampliando ganhos do último pregão, quando o Reino Unido anunciou mudanças em seus polêmicos planos fiscais. Enquanto isso, investidores digerem comunicado fiscal do recém-nomeado ministro de Finanças do Reino Unido, Jeremy Hunt.

Nos Estados Unidos, há espera por dados econômicos americanos e balanços de grandes empresas do país. Relativamente esvaziada, a agenda do dia traz apenas o índice de atividade industrial Empire State e informe trimestral do Bank of America.

De volta às praças europeias, Hunt afirmou que “não é certo tomar empréstimos para financiar cortes de impostos”. A alíquota básica do imposto de renda ficará em 20% por tempo indeterminado e garantias para preços de energia serão mantidas até abril, disse o ministro em comunicado.

Hunt apresentará o plano completo, junto com projeções do Escritório para Responsabilidade do Orçamento, em 30 de outubro. Originalmente, o programa fiscal seria apresentado apenas em 23 de novembro, mas o governo vinha sendo pressionado a adiantá-lo em meio a turbulências nos mercados. 

O imbróglio provocou a demissão do antecessor de Hunt, Kwasi Kwarteng, na última sexta-feira. Ontem à noite, o novo ministro teve reuniões com o presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Andrew Bailey, e o chefe do Escritório de Gestão da Dívida, Robert Stheeman.

O BoE divulgou, há pouco, um comunicado sobre o fim das operações de compras de Gilts, como são conhecidos os títulos emitidos pelo governo britânico. Iniciado em 28 de setembro com objetivo de acalmar os mercados financeiros, o programa terminou na última sexta-feira, conforme previsto.

Segundo o texto, o objetivo das operações era apoiar fundos que utilizam estratégias de investimentos calcadas em dívidas (LDI) – dos quais se destacam os fundos de pensão. O instrumento também buscava aplacar a volatilidade no mercado de Gilts, mas não foi desenhado para ser permanente.

Nos mercados americanos, o Credit Suisse anunciou que desembolsará US$ 495 milhões como parte de um acordo com a Procuradoria-geral de Nova Jersey para encerrar um processo que envolvia seus negócios com títulos lastreados em hipotecas residenciais.

O banco se comprometeu a fazer o pagamento único com objetivo de resolver denúncias feitas pelo Estado americano em 2013 de que a empresa havia feito declarações falsas e enganosas sobre a qualidade de mais de US$ 10 bilhões em títulos lastreados em hipotecas residenciais. Segundo a companhia, a procuradoria havia reivindicado US$ 3 bilhões em danos.

Enquanto isso, a guerra russo-ucraniana parece estar longe do fim. Várias explosões foram registradas no centro de Kiev, na Ucrânia, nesta segunda-feira, uma semana após a Rússia ter orquestrado um ataque aéreo maciço e coordenado em todo o país.

O prefeito da cidade, Vitali Klichko, disse que o distrito central de Shevchenko foi atingido e pediu aos moradores que se refugiem. As explosões no início da manhã provocaram um incêndio em um prédio não residencial e danificaram vários blocos de apartamentos, segundo afirmou Klichko, em seu canal no Telegram. Nenhum outro detalhe foi imediatamente divulgado. Ainda não há informações sobre vítimas.

Os estrondos aconteceram na mesma região onde, há uma semana, um míssil atingiu um parquinho infantil e um cruzamento perto dos principais edifícios da Universidade Nacional de Kiev.

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção única, com o 20° Congresso Nacional do Partido Comunista chinês em foco. O evento começou ontem e vai se estender ao longo da semana.

Por aqui, o Banco Central anuncia o IBC-Br de agosto às 9h. Após o fechamento do mercado, a Vale (VALE3) divulga seu relatório de produção.

A mediana do mercado indica queda de 0,30% do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) em agosto, na margem, após avanço de 1,17% em julho, segundo o Projeções Broadcast. As projeções vão de recuo de 1,20% a crescimento de 0,40%.

Desempenho dos principais índices às 7h55:

🇺🇸 S&P Futures +1,35%

🇩🇪 DAX +0,83%

🇺🇸 Nasdaq +1,50%

🇬🇧 FTSE +0,67%

🇫🇷 CAC +0,66%

🛢 Petróleo Brent +0,49% 

🛢 Petróleo WTI +0,48%

💵 Índice Dólar -0,32%

🇺🇸 S&P VIX +0,72%

💰 Bitcoin +1,32%

💲 Ethereum +2,95%

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?