Sucessão patrimonial: empresários repensam aposentadoria no pós-pandemia

Sucessão patrimonial: empresários repensam aposentadoria no pós-pandemia


(Bloomberg) — Empresários ricos no mundo todo repensam seus planos de aposentadoria na esteira da pandemia de Covid-19, segundo uma pesquisa.

Mais da metade dos 920 indivíduos e famílias que controlam empresas consultados pelo BNP Paribas e Aon disseram que mudaram o prazo para se afastarem dos negócios: 41% decidiram adiar a data ou sair de forma mais gradual e 13% aceleraram os planos. Empreendedores e famílias pesquisadas nos EUA eram mais propensos do que em outros países a adiar ou acelerar os planos, disseram as empresas em relatório.

Com a pandemia, muitos ricos agora revisam cronogramas de sucessão. Ao mesmo tempo, assalariados nos Estados Unidos, Ásia e Europa reavaliam como trabalham e vivem. Bilionários devem transferir mais de US$ 2 trilhões nas próximas duas décadas para os filhos, de acordo com pesquisa do UBS e PwC, e o coronavírus tem contribuído para acelerar essa migração de patrimônio.

Wu Yajun, de 57 anos, uma das mulheres mais ricas da China, colocou a filha no comando de seu family office no ano passado, após transferir uma participação no império imobiliário responsável por sua fortuna. O mexicano Juan Francisco Beckmann, 81, recentemente transferiu o controle de um condomínio em Nova York para a filha depois de dar a ela uma participação alguns anos antes na Becle SAB, dona da marca de tequila José Cuervo.

Membros da próxima geração “estão cada vez mais capacitados”, disse Vincent Lecomte, CEO da BNP Paribas Wealth Management, em entrevista. Proprietários de empresas com mais idade muitas vezes atrasam a aposentadoria para “garantir uma transição tranquila”.

©2021 Bloomberg L.P.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?