Tudo começou em pizza: é aniversário da primeira compra com Bitcoin da história

bitcoin pizza day

Em 22 de maio de 2010, Laszlo Hanyecz fez provavelmente o pior negócio de sua vida: gastou 10 mil Bitcoins na compra de duas pizzas. 

Chamar de pior é ironia – além de anacronismo. O feito do programador húngaro, que hoje soaria absurdo, foi na verdade o evento que abriu as portas para a criptomoeda se valorizar ao ponto de o valor das pizzas equivaler hoje a US$ 698 milhões, considerando a cotação desta quarta-feira (22) à tarde.

Para a comunidade de entusiastas do Bitcoin, a data da compra virou quase um feriado, chamado Pizza Day.

Laszlo Hanyecz, com os filhos ao lado, e as pizzas compradas por 10 mil Bitcoins. [Foto: Reprodução]

A história do Pizza Day

Desde a criação do código do Bitcoin, em 2008, não havia registro de transações comerciais com a criptomoeda. Mas Laszlo Hanyecz, morador de Jacksonville, no estado americano da Flórida, queria provar que o ativo poderia ter valor comercial, sendo meio de pagamento para operações simples como a compra de um lanche. 

Em maio de 2010, ele então lançou um desafio no fórum virtual Bitcointalk.org, oferecendo 10 mil dos 70 mil Bitcoins por ele minerados em troca de duas pizzas. A proposta demorou em torno de quatro dias para ser atendida, e quem topou foi Jeremy Sturdivant, outro entusiasta da criptomoeda. 

Jeremy, de 19 anos, fez o pedido em uma pizzaria de Jacksonville, da rede Papa John’s, e mandou entregá-las na casa de Laszlo. Ao recebê-las, este postou no fórum: “Só quero relatar que negociei com sucesso 10 mil Bitcoins por pizza”. 

Enquanto Laszlo gastou 10 mil Bitcoins, equivalentes a US$ 25 à época, as pizzas custaram US$ 40. Ou seja, Jeremy Sturdivant foi generoso, talvez por senso visionário. Seis meses depois, os Bitcoins gastos no lanche já valiam US$ 620, o que deu origem às primeiras brincadeiras de que as pizzas de Laszlo foram as mais caras do mundo. 

Em 2018, quase oito anos depois, o próprio Laszlo Hanyecz quis repetir o negócio. Dessa vez, precisou de apenas 0,0069 Bitcoin para comprar duas pizzas, que custavam US$ 67. 

Importância do Pizza Day

Não fosse o desafio de Laszlo, provavelmente ninguém estaria dizendo hoje em dia que ele gastou uma fortuna com pizza. Um paradoxo de cinema. 

O evento marcou justamente a congruência do Bitcoin com a tese principal da moeda, que é ser uma rede sem intermediários de troca de valor entre pessoas, comentou Renato Campos, diretor de Relações com Investidores da Hashdex. 

Assim, o Pizza Day trata de um “fato histórico, não só para a rede [a blockchain, rede criptografada do Bitcoin], mas para a tecnologia como um todo.” A compra das pizzas em 2010, prossegue Renato, mostrou que o Bitcoin é uma sistema que funciona, “uma ferramenta que as pessoas podem usar e estão usando”.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?