UE se prepara para todos cenários de fluxo de gás do Nord Stream 1, inclusive nenhum reinício

UE se prepara para todos cenários de fluxo de gás do Nord Stream 1, inclusive nenhum reinício

A Comissão Europeia está se planejando para todos os cenários relativos aos fluxos de gás para a Europa através do gasoduto russo Nord Stream 1, incluindo a possibilidade de que as entregas não sejam reiniciadas na quinta-feira, quando a manutenção do gasoduto terminar, disse um porta-voz.

“Estamos trabalhando em todos os cenários possíveis, e um dos cenários que temos que levar em consideração no planejamento de contingência é a possibilidade de os fluxos não reiniciarem”, disse o porta-voz do órgão executivo da União Europeia em entrevista coletiva nesta terça-feira (19).

O Wall Street Journal informou mais cedo que a Comissão não esperava que o Nord Stream 1 fosse reiniciado após sua manutenção anual de 10 dias, citando o Comissário Europeu de Orçamento Johannes Hahn.

“Estamos trabalhando na suposição de que não volte a operar”, disse Hahn a repórteres em Cingapura, segundo o jornal.

Questionado sobre esses comentários, o porta-voz disse que a Comissão estava baseando seu planejamento de contingência para o fornecimento de gás neste inverno na suposição de que poderia haver uma interrupção completa dos fluxos de gás russos.

“Estamos trabalhando no pior cenário possível. E esse cenário, e a suposição, portanto, é que a Gazprom não forneceria mais gás para a Europa… Estamos baseando nossos planos de preparação para o inverno no pior cenário possível”, disse ele.

A Comissão publicará planos na quarta-feira sobre como os países da UE podem reduzir a demanda de gás neste momento, enquanto Bruxelas se prepara para novas quedas nas entregas de gás russas e tentativas de encher o armazenamento de gás antes do inverno.

Um esboço do plano da UE, visto pela Reuters, sugeriria que os países lançassem incentivos financeiros para que as empresas reduzissem o uso de gás. Também havia uma previsão para que se use ajuda estatal para incentivar indústrias e usinas de energia a mudar para outros combustíveis.

Autoridades da UE disseram que a Comissão também está considerando estabelecer metas para os países reduzirem o uso de gás, mas que ainda se discute se essas metas seriam obrigatórias ou voluntárias.

A Reuters informou na segunda-feira que a russa Gazprom havia dito a clientes na Europa que não pode garantir o fornecimento de gás por causa de circunstâncias “extraordinárias”, aumentando os temores de que Moscou não possa reiniciar o gasoduto Nord Stream 1 na quinta-feira.

 

(Reuters)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE