Variante Ômicron ameaça planos de IPOs no início de 2022 nos EUA

Variante Ômicron ameaça planos de IPOs no início de 2022 nos EUA

[ad_1]

O novo ano traz reminiscências de 2020, para companhias que planejam realizar sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações.

A forte alta nos casos da covid-19 leva norte-americanos de volta ao isolamento e, em alguns casos, atrasa IPOs.

Na New York Stock Exchange e na Nasdaq Stock Market ainda são permitidos alguns eventos presenciais.

Mas em dezembro a Nyse reforçou controles, exigindo que todos estejam vacinados e enviem um teste negativo de covid-19 até 24 horas antes da visita agendada.

No passado, convidados sem vacina podiam frequentar o local apenas enviando o teste negativo.

Muitas companhias e empresas também retornam para o trabalho remoto. Agora, porém, há uma preparação dos agentes para lançar IPOs nessas condições e as conversas com potenciais investidores ocorrem online.

Segundo banqueiros e outras fontes próximas às empresas, alguns planos de IPO foram adiados em janeiro por causa da variante Ômicron da covid-19, bem como por outros fatores, como a volatilidade do mercado acionário e alguns desempenhos mistos recentes nessas operações.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

[ad_2]

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?