Aumento da taxa de juros dos BCs da Zona do Euro e Inglaterra pesam; bolsas da Europa fecham em queda

Foto com bandeiras da União Europeia no mastro. Representa bolsas da Europa

Os mercados acionários da Europa fecharam em baixa na sessão desta quinta-feira (15). O movimento se deu em linha com as decisões de juros por parte do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE) 

O discurso da presidente do BCE, Christine Lagarde, também norteou o fechamento das bolsas europeias. Segundo a CMC Markets, a fala da presidente deu fim ao otimismo dos mercados no período anterior ao Natal. 

Embora o aumento da taxa em 0,5 ponto percentual fosse amplamente esperado, os comentários sobre os próximos passos do aperto monetário surpreenderam negativamente. Mais cedo, tanto o BCE quanto o BoE elevaram as taxas. 

De acordo com o ING Group, apesar de o BCE ter reduzido o ritmo de alta na Zona do Euro, a instituição indicou uma postura agressiva, embora, na visão do banco holandês, ela tenha pouco a contribuir para a redução da inflação.

Já o presidente do BoE, Andrew Bailey, declarou que a inflação na Inglaterra começou a mostrar sinais de enfraquecimento recentemente. 

Novos dados e análises da atividade da China também ficaram no radar, bem como previsões para a reabertura do país em relação às restrições contra a Covid-19. 

Em linha com  a mesma análise da CMC Markets, a grande queda no varejo chinês resultou em baixas de empresas como Burberry, de mais de 2%, e Adidas, caindo 4,5%.

🇩🇪 DAX -3,28%
🇫🇷 CAC -3,09%
🇬🇧 FTSE -0,92%

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?