Bolsas da Europa fecham a maioria em baixa, em reflexo de problemas energéticos

Foto com varias bandeiras da União Europeia. Representa Bolsas da Europa

As bolsas da Europa fecharam a maioria em queda nesta quinta-feira (15), ante ao mau humor das bolsas norte-americanas. Além disso, investidores repercutem as falas do vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos.

Por volta de 12h, os índices dos Estados Unidos perderam o folego, acompanhando a queda de 4% do petróleo. O principal motivo da forte queda da commodity é o temor de alta de juros e inflação global, que poderá provocar uma recessão nas principais economias e redução por commodities.

O vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, disse pela manhã que a Zona do Euro está enfrentando uma perspectiva desafiadora. O discurso ocorreu durante a conferência sobre o futuro do sistema financeiro da União Europeia.

“Um período de incerteza elevada está aqui para ficar por algum tempo”, disse Guindos, esclarecendo o momento delicado que o BCE enfrenta. “Nesse ambiente desafiador, a política monetária precisa seguir uma linha tênue para ter acertos”, afirmou o vice-presidente.

Outro fator que contribui para as quedas europeias sãos os problemas energéticos, após a Rússia reduzir o fornecimento de gás natural ao Velho Continente.

🇩🇪 DAX -0,55%

🇫🇷 CAC -1,04%

🇬🇧 FTSE +0,07%

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?