Coreia do Sul responde aos balões de excremento da Coreia do Norte com os maiores hits do BTS

BTS Coreia do Sul

O jogo de empurra-empurra mostra como as duas Coreias expressam seu descontentamento sem ataques militares.

Após dias de bombardeio de balões do regime de Kim Jong Un, a Coreia do Sul contra-atacou pelas ondas do ar: transmitindo os sucessos da boyband BTS.

Por duas horas no domingo, um alto-falante sul-coreano perto da fronteira entre os dois países transmitiu um programa de rádio local chamado “Voz da Liberdade”, administrado pela unidade de guerra psicológica militar de Seul. Soldados norte-coreanos e residentes da fronteira estariam ao alcance da voz.

A transmissão começou com o hino nacional sul-coreano. Um âncora de notícias apresentou relatos de que os EUA, a Coreia do Sul e o Japão tinham condenado os testes de mísseis do regime de Kim e a cooperação militar com a Rússia. E então veio o K-pop.

Soldados sul-coreanos instalaram um alto-falante perto da fronteira em Paju, Coreia do Sul. [Foto: Ministério da Defesa/Zuma Press]
Uma das músicas do BTS escolhidas foi “Dynamite” de 2020, que acumulou quase 2 bilhões de visualizações no YouTube e liderou a lista Billboard Hot 100. BTS, abreviação de Bangtan Sonyeondan, ou “Escoteiros à Prova de Balas”, é uma banda de sete membros cujos fãs em todo o mundo oficialmente se autodenominam “ARMY”. Cantada em inglês, a animada melodia de Dynamite inclui referências ao astro do basquete LeBron James, King Kong e aos Rolling Stones.

“Então, me veja trazer o fogo”, dizem as letras da música, “e iluminar a noite.”

As duas Coreias — que tecnicamente permanecem em guerra uma com a outra — se envolveram em um estranho confronto de ação e reação. Nem Pyongyang nem Seul expressaram um desejo claro de lutar de fato. Mas com as tensões aumentando, os dois países têm poucas maneiras de expressar seu descontentamento mútuo.

No final do mês passado, o regime de Kim mandou para a Coreia do Sul mais de mil balões enormes carregando sacos de lixo e excrementos. As entregas aéreas pararam por vários dias. Então, na quinta-feira, um grupo ativista sul-coreano lançou balões contendo panfletos anti-regime e mídia estrangeira no Norte. Pyongyang intensificou sua campanha aérea em resposta.

O regime norte-coreano mandou para a Coreia do Sul mais de mil balões maciços carregando sacos de lixo e excrementos. [Foto: Associated Press]
Isso provocou a transmissão por alto-falantes de domingo, que também mencionou a Samsung Electronics da Coreia do Sul como uma marca popular de smartphones em todo o mundo.

Em poucas horas, a irmã mais nova de Kim Jong Un, Kim Yo Jong, a crítica oficial da Coreia do Norte aos Estados Unidos e à Coreia do Sul, alertou para uma “nova contramedida” caso as transmissões indesejadas continuassem. “Este é o prenúncio de uma situação muito perigosa”, disse Kim Yo Jong em um comunicado na noite de domingo.

O K-pop, em particular, tem servido como um termômetro para as relações entre o Norte e o Sul — e é um ponto sensível para Kim Jong Un, que deseja limitar a exposição ao mundo exterior dentro de seu país empobrecido. Em 2015, depois que os alto-falantes tocaram várias músicas da girlband “Girls’ Generation,” Kim declarou um “estado de semi-guerra” e ordenou que a Coreia do Norte disparasse projéteis de artilharia perto da fronteira.

Uma imagem fornecida pelo Ministério da Defesa da Coreia do Sul no domingo mostrou itens acreditava serem lixo norte-coreano de balões que cruzaram a fronteira intercoreana, em uma rua em Seul. [Foto: divulgação/Agence France-Presse/Getty Images]
Conforme os laços se aqueceram aproximadamente três anos depois, uma das integrantes do Girls’ Generation cantou uma canção norte-coreana — chamada “Salgueiro Azul” — em Pyongyang durante uma cúpula intercoreana. Kim e sua esposa compareceram ao concerto “A Primavera Está Chegando”.

Naquela rodada de diplomacia, as duas Coreias assinaram um acordo militar em 2018 destinado a reduzir as hostilidades militares. Isso incluiu a Coreia do Sul desmontando cerca de 40 alto-falantes.

A Coreia do Sul optou por não transmitir nada na segunda-feira, embora pudesse retomar a transmissão a qualquer momento. Os norte-coreanos foram vistos limpando seus próprios alto-falantes, disse o exército de Seul.

 

(Com The Wall Street Journal; título original: North Korea Sent Excrement Balloons. South Korea’s Response: Blasting BTS Hits; traduzido com auxílio de IA)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?