Fique de olho em Suzano [SUZB3], XP [XPBR31] e BRF [BRFS3]

bolsa

Entre os destaques corporativos desta quinta-feira (27), a Suzano desistiu da aquisição da International Paper.

BRF [BRFS3]

A BRF anunciou a emissão de um Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), no valor de R$ 2 bilhões.

CCR [CCRO3]

A CCR aprovou um programa de recompra de até 3,4 milhões de ações ordinárias (ON), correspondentes a até 0,168% do total de papéis emitidos.

Enauta [ENAT3]

A Enauta confirmou um aval de acionistas para combinação de negócios com a 3R Petroleum.

Na empresa combinada, acionistas de 3R Petroleum ficarão com 53,00% de participação, ao passo que os investidores de Enauta deterão 47,00%.

GPA [PCAR3]

O Grupo Pão de Açúcar – GPA concluiu a assinatura dos contratos definitivos para a venda das operações de setenta e um postos de combustíveis por R$ 200 milhões.

Ultrapar comprou quarenta e nove postos no Estado de São Paulo (SP) por R$ 130 milhões.

As outras vinte e duas operações, localizadas em mais oito estados, são representadas por outros compradores, não revelados pelo grupo.

Klabin [KLBN11]

A Klabin aprovou a instalação de uma nova caldeira de recuperação (CDR3) na unidade de Monte Alegre (PR).

O início das operações foi previsto para o quarto trimestre de 2026, com investimento estimado em R$ 1,6 bilhão.

Multiplan [MULT3]

A Multiplan concluiu a venda de um terreno adjacente ao RibeirãoShopping, com área de 8.996 m², por R$ 45,00 milhões.

Para o terreno, foi previsto o desenvolvimento de um projeto hospitalar integrado ao RibeirãoShopping, que reforce a estratégia multiuso da companhia.

Sabesp [SBSP3]

A Aegea Saneamento desistiu da disputa pela privatização da Sabesp.

De acordo com fontes do jornal Valor Econômico, a Equatorial Energia fez a única proposta de investidor de referência.

Suzano [SUZB3]

A Suzano desistiu da aquisição da International Paper, e afirma que “alcançou o que entende ser o preço máximo para que a transação gerasse valor para a Suzano, sem que houvesse engajamento da outra parte”.

Telefônica Brasil [VIVT3]

A Vivo ajustou o valor bruto de distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) de R$ 0,1060 para R$ 0,1062 por ação.

O valor líquido passou para R$ 0,0902 por ação.

O pagamento vai ser realizado até o dia 30 de abril de 2025, com base na composição acionária na última quarta-feira, 26 de junho.

Vale [VALE3]

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu rating BBB à Vale Base Metals, com perspectiva estável.

A Vale também anunciou nesta quinta-feira (27), que firmou acordos com o Estado do Pará e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMAS) para restabelecer as licenças de operação das minas de Onça Puma e Sossego.

Tais acordos se homologaram no Supremo Tribunal Federal (STF) no Núcleo de Solução Consensual de Conflitos.

XP [XPBR31]

A oferta de bonds pode variar entre US$ 300 milhões e US$ 500 milhões, de acordo com a agência Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

A empresa vai comunicar o resultado de recompra de bonds 2026. O montante vai depender, em parte, de adesão à recompra.

Moura Dubeux [MDNE3]

A Moura Dubeux anunciou a criação de um programa para recomprar até 532.561 ações ordinárias, representando até 1% do total em circulação.

A princípio, o programa se realiza ao longo de 12 meses, iniciando em julho de 2024, e as operações têm intermédio dos bancos Safra e Santander.

Segundo a empresa, as ações adquiridas se manterão em tesouraria para uso futuro em planos de opções e remuneração, sem afetar o capital social da empresa.

Cogna [COGN3]

A Cogna Educação adiou a liquidação das debêntures da 6ª emissão, que estava prevista de acontecer na última quarta-feira, 26 de junho. A liquidação deve acontecer nesta quinta-feira, 27 de junho.

Segundo a empresa, essa alteração acontece devido às questões operacionais relacionadas ao processo de liquidação da operação.

Oncoclínicas [ONCO3]

A Oncoclínicas anunciou que, na última quarta-feira (26), a WNT Gestora passou a deter 52.827.100 ações ordinárias de sua emissão, o equivalente a 10,01% do capital social da empresa.

Segundo a gestora, este aumento na participação acionária não visa alterar a composição de controle ou a estrutura administrativa da Oncoclínicas.

Americanas [AMER3]

A Polícia Federal (PF) iniciou nesta quinta-feira (27), a Operação Disclosure, investigando a suposta participação de ex-diretores da Americanas em fraudes contábeis de R$ 25,3 bilhões identificada na empresa em 2022.

Agentes realizaram buscas em 15 endereços no Rio de Janeiro. Além disso, emitiram mandados de prisão preventiva contra o ex-CEO Miguel Gutierrez e a ex-diretora Anna Christina Ramos Saicali, que estão no exterior.

A 10ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro também decretou o sequestro de bens e valores superiores a R$ 500 milhões.

Sequoia [SEQL3]

A Sequoia emitiu R$ 55 milhões em Cédulas de Crédito Bancário (CCB) através de sua controlada ILGJ Logística, junto ao Santander e Banco ABC Brasil.

A princípio, a operação, aprovada em 21 de junho, visa preservar caixa para investir na integração e sinergias operacionais com o Grupo Move3, sem aumentar o endividamento consolidado da empresa.

Segundo a Sequoia, esses novos empréstimos substituem os anteriores do Banco Itaú, com prazos de carência mínimos de 180 dias.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?