Fique de olho em Vale [VALE3], Eneva [ENEV3], CSN Mineração [CMIN3] e outras

stock-market-graph-financial-data-on-an-electronic-board-on-a-laptop-screen

Entre os destaques corporativos desta terça-feira (01), Petrobras [PETR3; PETR4] recebeu, ao longo do último trimestre, a devolução de cerca de R$ 439 milhões recuperados na Operação Lava Jato, Camil [CAML3] comunicou fechamento da operação que marcou a entrada da empresa no setor de biscoitos e cookies, Vale [VALE3] assinou três acordos para estudar o desenvolvimento de complexos industriais na Arábia Saudita, e Eneva [ENEV3] recebeu correspondências da Atmos, DAR, DIG e VELT, informando celebração de aditivo ao acordo de acionistas. 

Além disso, CSN Mineração [CMIN3] e CSN [CSNA3] atualizaram suas projeções para 2022, e Minerva [BEEF3] concluiu a recompra e o cancelamento de mais uma parcela dos Bonds 2028 e 2031.

Petrobras [PETR3; PETR4]

A Petrobras recebeu, ao longo do último trimestre, a devolução de cerca de R$ 439 milhões, recuperados por meio de acordos de leniência das empresas Camargo Corrêa, Novonor (ex-Odebrecht) e SBM, bem como acordo de colaboração do Pedro Barusco. 

Com essas devoluções, o total de recursos transferidos para os cofres da Petrobras (incluindo subsidiárias), ultrapassou R$ 6,7 bilhões. 

A Camargo Corrêa devolveu, no mês de outubro, R$ 235,6 milhões à estatal, e outros R$ 6,9 milhões à Transpetro, subsidiária da companhia e contemplada no mesmo acordo de leniência, além de R$ 88 milhões já recebidos anteriormente, que representam algumas das parcelas do montante total a ser devolvido. 

A Novonor, por sua vez, pagou R$ 71,3 milhões para a Petrobras e outros R$ 728 mil para Transpetro, que representam parte do montante total a ser devolvido, que deverá ser pago por meio de 22 parcelas anuais. 

Os acordos de leniência da Camargo Corrêa e da Novonor foram celebrados com o Ministério Público Federal, bem como com a Controladoria Geral da União e Advocacia Geral da União. 

A SBM devolveu, para a Petrobras, R$ 113,7 milhões entre agosto e outubro de 2022. Aproximadamente R$ 48,7 milhões foram pagos diretamente à companhia e outros R$ 64,9 milhões foram abatidos de pagamentos devidos pela Petrobras à SBM em decorrência de contratos vigentes de afretamento de plataformas e prestação de serviços. 

O acordo de leniência da SBM foi celebrado em 2018 com a Petrobras, além da CGU e da AGU. Excetuados os valores ressarcidos nesse último trimestre, aproximadamente R$ 1,1 bilhão já foram devolvidos pela SBM à estatal em decorrência da celebração do acordo. 

Os ressarcimentos decorrem da condição de vítima da Petrobras nos crimes investigados na Operação Lava Jato. A empresa atua como coautora do Ministério Público Federal e da União Federal em 32 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 90 ações penais relacionadas aos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato.

Camil [CAML3]

A Camil comunicou que houve o fechamento da operação que resultou na compra da CIPA Industrial e da CIPA Nordeste Industrial pela companhia. A conclusão da transação marca o início da operação de biscoitos e cookies para a Camil no Brasil com a aquisição da marca Mabel, entre outras marcas de biscoitos, além do licenciamento para a Camil da marca “Toddy” para cookies pelo prazo de 10 anos.

Vale [VALE3]

A Vale assinou três acordos com autoridades locais e clientes para estudarem em conjunto o desenvolvimento de complexos industriais no Reino da Arábia Saudita, nos Emirados Árabes Unidos, e no Sultanato de Omã para produzir produtos de baixo carbono para a indústria siderúrgica. 

O objetivo é a cooperação no desenvolvimento desses Mega Hubs para produzir hot briquetted iron (HBI) e produtos de aço para suprir ambos os mercados locais e transoceânico, com redução significativa das emissões de CO2. 

A produção de HBI com utilização de gás natural emite aproximadamente 60% menos CO2, quando comparado com a produção de ferro gusa através da rota integrada BF-BOF. 

Espera-se que a Vale construa e opere as plantas de concentração e briquetagem de minério de ferro nos hubs, assegurando a oferta de produtos aglomerados de alta qualidade; que os parceiros locais promovam a construção da infraestrutura logística necessária; e que os investidores e/ou clientes construam e operem as plantas de redução direta e sejam os compradores de HBI para os mercados de exportação e doméstico.

“Nós acreditamos fortemente que o Oriente Médio, com seus preços competitivos de energia, localização estratégica e a mentalidade empreendedora, tem um conjunto único de condições para desenvolver com sucesso os hubs integrados”, afirmou Marcello Spinelli, vice-presidente executivo de Ferrosos da Vale.

Eneva [ENEV3]

A Eneva recebeu correspondências da Atmos, DAR, DIG e VELT, informando que celebraram o segundo aditivo ao acordo de acionistas, originalmente celebrado em 25 de agosto de 2020, com o objetivo de criar um bloco harmônico e independente de acionistas, sem a pretensão de exercício de controle acionário, e que regula determinados direitos e obrigações das acionistas referentes às suas respectivas ações.

CSN Mineração [CMIN3]

A CSN Mineração atualizou suas projeções. Agora, a estimativa da companhia é de um volume de produção e compras de minérios de terceiros de 34.000 Kton em 2022.

CSN [CSNA3]

A CSN atualizou suas projeções. A estimativa da empresa é de substituição do CAPEX consolidado de R$ 4,1 bilhões para R$ 3 bilhões em 2022. 

Em relação ao volume, a projeção é de de produzir um volume total de minério de ferro mais compras de terceiros de 34.000 kton no fechamento de 2022. Além disso, a substituição da projeção de alavancagem, será medida pelo indicador Dívida Líquida/Ebitda Ajustado de 1,0x em 2022 para um patamar entre 1,75x e 1,95x entre os fechamentos dos balanços anuais de 2022 e 2023.

Minerva [BEEF3]

A Minerva concluiu a recompra e o cancelamento de mais uma parcela dos Bonds 2028 e 2031.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?