Ibovespa tem leve queda em último pregão antes do segundo turno; Vale [VALE3] despenca após balanço

stock-g281e8d53c_1920

O Ibovespa fechou em leve queda nesta sexta-feira (28), último pregão antes do segundo turno das eleições presidenciais, que ocorrem neste domingo. As incertezas políticas pressionaram o índice doméstico, que se descolou do bom desempenho dos de Nova York, e a queda das mineradoras e siderúrgicas, especialmente a Vale [VALE3], também colaborou para o recuo.

Além desses fatores, novas preocupações em relação à demanda chinesa intensificaram a aversão ao risco por parte dos investidores, após a notícia de que Wuhan decretou novos lockdowns após um surto de Covid-19. A cautela pôde ser observada no próprio volume de negociações, que foi de R$ 30,9 bilhões hoje, um pouco inferior ao dos últimos dias.

O dólar fechou em leve queda após sessão volátil, na qual chegou a atingir alta de quase 2%, refletindo a busca por proteção antes do segundo turno das eleições. Apesar disso, no fechamento, o movimento no mercado doméstico contrariou o internacional e a moeda passou a operar em território negativo, fechando na mínima do dia.

📊 Ibovespa 114.539,05 pontos (-0,09%)
💰 Volume R$ 30,9 bilhões
💵 Dólar R$ 5,3004 (-0,12%)

O setor de consumo foi destaque positivo novamente, com Americanas [AMER3] e Magazine Luiza [MGLU3] entre as maiores altas do dia, de 4,84% e 3,79%, respectivamente. A Méliuz [CASH3] foi o maior avanço, com 8,33%.

O setor de educação também repetiu o bom desempenho, com Yduqs [YDUQ3] e Cogna [COGN3] subindo 2,89% e 5,30%, respectivamente. Uma eventual vitória de Lula no segundo turno das eleições tende a beneficiar o setor, diante de uma possível retomada do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os frigoríficos também avançaram, com Marfrig [MRFG3] e JBS [JBSS3] subindo 2,13% e 3,45%. As companhias são beneficiadas por uma queda do preço da arroba do boi, o que pode aumentar as margens de ambas. Minerva [BEEF3] fechou em alta de 1,50%.

A Hypera [HYPE3] registrou ganhos de 1,73%, com o mercado reagindo positivamente aos números publicados em seu balanço trimestral, considerados sólidos.

A Suzano [SUZB3], outra companhia a publicar resultados, subiu 3,75%.

Do lado negativo, o principal destaque foi a Vale [VALE3], que recuou 4,88%, segunda maior queda do índice. Investidores repercutem negativamente o balanço referente ao 3T22 da companhia, considerado fraco, com lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 4,45 bilhões. Além disso, o minério de ferro caiu 4,87% na bolsa chinesa de Dalian, pressionando mais ainda os papéis.

Ainda no setor, a Usiminas [USIM5], que reportou resultados antes da abertura do pregão, caiu 4,17%, também por conta de dados considerados fracos pelo mercado. CSN [CSNA3] foi a maior queda do dia, com 5,74%, enquanto Gerdau [GGBR4] e Gerdau Metalúrgica [GOAU4] recuaram -3,65% e 3,13%, respectivamente

A Bradespar [BRAP4], principal acionista da Vale [VALE3], acompanhou o movimento negativo e fechou em queda de 3,32%.

As estatais tiveram desempenho misto no pré-segundo turno, com Petrobras ON [PETR3] e PN [PETR4] recuando 1,51% e 1,18%, na esteira da queda da commodity de referência no mercado internacional, enquanto Banco do Brasil [BBAS3] subiu 0,60%.

⬆️ Maiores altas do índice

🟢 CASH3 +8,33%
🟢 COGN3 +5,30%
🟢 AMER3 +4,84%

⬇️ Maiores baixas do índice

🔴 CSNA3 -5,74%
🔴 VALE3 -4,88%
🔴 USIM5 -4,17%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?