INBR32 e ROXO34, qual é melhor? Bancos digitais brilham no primeiro trimestre

inbr32 e roxo34

O ano começou com o pé direito para os bancos digitais. Os principais do segmento, Nubank [ROXO34] e Inter [INBR32] surpreenderam positivamente no primeiro trimestre, ambos reportando números acima das projeções. A melhora simultânea, todavia, deve-se a fatores individuais de cada companhia 

O Nubank teve receita recorde de US$ 2,7 bilhões no período, acima da projeção de US$ 2,47 bilhões coletada pela Bloomberg e apesar da taxa de inadimplência mais elevada. O lucro líquido também superou as estimativas, totalizando US$ 378,8 milhões, alta de 167% na comparação anual. A receita subiu 64% na comparação anual, somando US$ 2,7 bilhões. 

Já o Inter teve lucro de R$ 195 milhões no trimestre, alta de 705,8% em um ano. A base de clientes subiu para 31 milhões, uma alta anual de 17,9%, enquanto o índice de inadimplência ficou praticamente estável, em 4,8%.

Comparando os resultados, o estrategista de investimentos da Nomos, Max Bohm, diz que o Nubank está em um nível acima ainda do Inter em termos de rentabilidade, mas também há evolução evidente nos números do segundo. 

Os dois balanços vieram positivos, ponderou o especialista. Mas, enquanto o roxinho deu continuidade a um processo de melhora dos números iniciado há dois anos, a rentabilidade próxima a dois dígitos do Inter foi uma surpresa maior. 

Desempenho de ROXO34 [Fonte: João Tonello]
Bruno Corano, economista e investidor da Corano Capital, atribui o bom desempenho à gestão de amadurecimento das duas instituições. “O Nubank vinha tendo uma política de auto investimento para ganhar e captar mercado. Agora que eles já se tornaram enormes, eles estão focados em investir menos em expansão.” 

O foco agora é investir em serviços e produtos para rentabilizar a base de clientes já existente, acrescenta. Em suma, “só de ter cortado os custos de expansão, o lucro vem aumentando”. 

O Inter foi em direção semelhante, comentou Max. As empresas, discorre, agora estão focando mais em resultado, queimando menos caixa, reduzindo o custo de aquisição de cliente, “e aí a gente consegue enxergar melhor os efeitos de produtos e serviços de crédito, seguros, gestão de recursos, cartão, todas as linhas que podem contribuir positivamente para a rentabilidade”.

Enquanto investimento, Max prefere INBR32, pois negocia com desconto significativamente alto em relação ao Nubank. Enquanto o roxinho está cotado próximo a 6x seu valor patrimonial, o Inter negocia a 1,5x. “Tem um desconto ainda excessivo em Inter, então há mais espaço para subir”, conclui. 

Desempenho de INBR32 [Fonte: João Tonello]
Graficamente, ROXO34 não está no momento ideal de compra, completa o analista técnico João Tonello. Ontem (16), na repercussão ao balanço, o papel trouxe rompimento de máximas com candle que voltou no pregão, mostrando força de realização de lucros no ativo. Ele recomenda aguardar o fechamento desta semana para eventuais compras.

Para quem já tem INBR32 em carteira, Tonello recomenda manter posição, já que o papel pode testar máximas históricas. Após movimentação de alta desencadeada pelo balanço, divulgado na semana passada, o ativo traçou “sólido rompimento” da linha de tendência de baixa (LTB) e marcou pivot de alta.  

 

Promovido pela Nomos Investimentos

Com um portfólio equilibrado, a Carteira Max Ações tem superado o Ibovespa. Elaborada por Max Bohm, a carteira é uma seleção de ativos diversificados e de fundamentos sólidos. 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?