Max e Tonello veem gatilho de compra para ABCB4

nick-chong-N__BnvQ_w18-unsplash

Os analistas Max Bohm e João Tonello compartilharam suas visões sobre o desempenho de GOAU4, RANI3, AURA33, EZTC3, PRIO3 e ABCB4 na live do Ação e Reação desta semana, veiculada pela Nomos TV e realizada na última segunda-feira (05).

ABC Brasil [ABCB4]

Esperar momento

Max falou que o banco negocia a 5,8 vezes a relação Preço/Lucro (P/L) e 0,9 vezes o P/VPA, além de subir 5% nos últimos 12 meses e ter yield de 6,9%, um conjunto que torna a companhia “interessante”.

Para Tonello, ABCB4 é compra nos gráficos. O ativo está fazendo rompimento de região de resistência e rompendo também a LTB – linha de tendência de baixa. 

A movimentação vem de um cup and handlepadrão de gráfico que consiste em uma queda no preço e um aumento de volta ao valor original. 

Apesar de ABCB4 já ter andado, o analista pontuou que há espaço de upside. Além disso, o ativo fez um descanso simétrico em bandeira, acima de média nove e entrando volume no ativo.

Desempenho semanal de ABCB4. [Fonte: João Tonello/TradingView]
“Para mim, é um cenário de buy interessante”, afirmou.

Por segurança, o analista sugeriu gatilho de compra em R$ 24,51 e o stop operacional em R$ 23,15. Na parcial, ele adota movimentação de alta para R$ 25,25 e preço-alvo em R$ 26,91. 

Prio [PRIO3]

Esperar momento

Atualmente, Prio negocia 3,3 EV/Ebitda, mesmo múltiplo que Petrobras [PETR3;PETR4], de acordo com Max. Apesar de Prio estar caindo 8% em 2024, o analista a vê como a empresa que tem mais chance de surpreender.

“O BTG coloca R$ 79 como o valor justo para PRIO3, ou seja, um upside de quase 100%. No fundamento, é compra”, ponderou.

Nos gráficos, Prio vai para baixo “pesado”, segundo Tonello. Ele destacou que essa é uma compra por valuation, ou seja, ao sair notícias sobre a companhia, o resultado positivo pode ser rápido.

Desempenho diário de PRIO3. [Fonte: João Tonello/TradingView]
“Eu só teria PRIO3 acima de R$ 44,50. Por suporte gráfico, seria R$ 37,40, mas acho difícil chegar nesse valor”, explicou.

Em escolha setorial, ele prossegue, seria muito interessante ter Prio na carteira, comparando o valuation das duas empresas. Dessa forma, o analista sugeriu compra em R$ 44,50.

EzTec [EZTC3]

Esperar momento

De acordo com Max, essa é a segunda ação mais barata do setor de construção civil, negociando a 0,7 Preço/Valor Patrimonial (P/VPA). O analista pontuou ainda que a companhia não performou tão bem em 2023, mas a expectativa é que o mercado melhore com a queda da Selic e, consequentemente, crédito imobiliário mais barato. 

EZTC3 cai 18% em 2024, mas sobe 15% em 12 meses, o que chama atenção do analista. 

“Talvez a empresa esteja passando por um momento macro mais delicado, mas acho que tende a melhorar”, afirmou. 

Nos gráficos, o ativo está acima da região de suporte forte. R$ 14,63 é divisor de águas para o ativo e o investidor deve tomar cuidado caso EZTC3 perca essa região, disse Tonello. 

“Qualquer tipo de repique em R$ 14,63 é cenário de compra para mim, com qualquer padrão”, alegou. 

O analista demonstrou que o ativo já vem congestionando a queda e pode formar o fundo arredondado, que é uma forma do papel tentar marcar fundo numa região de suporte forte. 

Desempenho diário de EZTC3. [Fonte: João Tonello/TradingView]
“A gente deve ficar bastante atento na região para possíveis compras em padrões de recuperação”, sugeriu. 

Gerdau [GOAU4]

Esperar momento

A empresa negocia a 3,7 vezes EV/Ebitda e cai 16% nos últimos 12 meses, 7% dessa queda sendo em 2024, de acordo com Max. Ele destaca que o papel deve entregar dividend yield próximo a 10%, o que é “um bom risco-retorno”. 

Além disso, o analista pontuou que, atualmente, a Gerdau é a siderúrgica mais barata na B3 e deve se beneficiar das conversas sobre a tributação de aço importado.

“No longo prazo, é compra”, afirmou.

Nos gráficos, Tonello explicou que GOAU4 está em movimentação de queda, trabalhando com todos os fundos descendentes.

“Eu tomaria um pouco de cuidado com a ação, porque ela ainda não aponta movimentação de alta”, alertou.

Desempenho semanal de GOAU4. [Fonte: João Tonello/TradingView]
No ativo há uma região de suporte em R$ 9,50. Caso o mercado passe de R$ 10,30, pode haver uma movimentação de repique específica.  

“Marcar R$ 10,30 para uma movimentação de aceleração é interessante, mas não compraria agora”, disse. 

Irani [RANI3]

Esperar momento

Segundo Max, a companhia, que faz embalagens para o setor de varejo, não é cara, negociando a 6,3 vezes EV/Ebitda e 8,6 vezes Preço/Lucro. Comparada à Klabin [KLBN11], sua concorrente na celulose, ela é mais descontada.

 “E um ponto muito importante: a projeção de yield é de 9% para esse ano, o que me chamou muita atenção”, explicou. 

O analista acrescentou que o papel sobe 36% em 12 meses, mas cai 9% em 2024. “Por múltiplos e métricas, pelo setor que tende a se beneficiar do varejo voltando a crescer, não vejo porque não comprar Irani por fundamento”, argumentou. 

De acordo com Tonello, o ativo não chama muita atenção graficamente, trabalhando em baixa de médias, perdendo fundo e sem figura de continuidade altista. Em dado momento, RANI3 deu sinal de compra, mas, por receio, depois que a ação perdeu média nove, o analista não trabalhou mais compras, mesmo o ativo voltando à média depois.

Desempenho semanal de RANI3. [Fonte: João Tonello/TradingView]
“O que eu quero de Irani é simples, prático e direto: fechamento acima de média nove”, frisou.

Por outro lado, Tonello comentou que é um ativo interessante e que deve ficar no radar, pois pode trazer bons resultados. 

Aura Minerals [AURA33]

Não é o momento

A empresa vale R$ 2,3 bi, negociando a 2,2 vezes EV/Ebitda e 3.8 vezes o P/L, bem abaixo de outras empresas de commodities, segundo Max. Além disso, com o antecipado ciclo de queda nos juros americanos, a tendência é que o ouro volte a subir. 

“Ela também paga yield acima de 7%, então é um papel barato em um momento em que o ouro tem chance de valorizar ao longo do ano”, declarou.

Graficamente, Tonello definiu a movimentação de AURA33 como “bem feia”. O ativo está “triangulando” há praticamente um ano, ou seja, o mercado demonstra perda de interesse na empresa, o deixando esquecido na Bolsa. 

Desempenho semanal de AURA33. [Fonte: João Tonello/TradingView]
“É legal colocar AURA33 nos holofotes agora para que as pessoas vejam com bons olhos a importância da companhia, mas, infelizmente, está travado”, disse.  

Assista à live completa:

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?