Meio de Pregão: Gol e GPA lideram baixas do Ibovespa; dólar acompanha NY

m-ZzOa5G8hSPI-unsplash (1)

O Ibovespa passa por instabilidade e opera em alta nesta quinta-feira (28). O índice valorizou, após acentuar o ritmo de baixa que ameaçaram perder o nível dos 101 mil pontos.

“Ontem, o mercado ficou animado com a indicação do Fed de que poderá subir os juros numa velocidade menor do que 0,75 p. p. Hoje, saiu o PIB e esfriou o mercado, diante de temores de recessão nos Estados Unidos”, avalia Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional Renascença.

Além disso, diz Monteiro, os investidores aguardam pelos balanços da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR3; PETR4), que saem após o fechamento da B3. “Há mais pelo da Petrobras, que pode ficar ainda forte e em meio à expectativa de antecipação de dividendos.”

As ações preferenciais da Gol (GOLL4) registram queda de 4,43% nesta manhã, liderando as principais baixas do Ibovespa. A companhia aérea registrou um prejuízo líquido de R$ 2,85 bilhões no segundo trimestre, revertendo o resultado positivo de R$ 642,9 milhões do ano anterior. Os papéis da rival Azul (AZUL4) também exibiam recuo de 1,12%,

O GPA (PCAR3) também faz parte das maiores quedas do índice. Os ativos da empresa caíram 3% após o balanço apresentar prejuízo líquido consolidado de R$ 172 milhões no 2T22. O resultado reverte lucro de R$ 3 milhões apresentado no mesmo período do ano passado. Se desconsideradas as operações descontinuadas do Extra Hiper, o prejuízo foi de R$ 142 milhões, ante lucro de R$ 55 milhões um ano antes.

Para o Itaú BBA, os números do Grupo Pão de Açúcar ficaram praticamente em linha com as estimativas, sendo que o principal destaque foi a recuperação das vendas no conceito mesmas lojas, com aumento de 5,8% na comparação ano a ano, apesar de ainda estar abaixo da média do setor. “Vale ressaltar que o GPA foi impactado pela pressão da rentabilidade anual e trimestral nos níveis de margem bruta e Ebitda, dado o posicionamento dos preços mais competitivo e os ventos contrários do cenário inflacionário”, avaliam os analistas Thiago Macruz, Maria Clara Infantozzi e Gabriela Moraes.

O CEO do GPA, Marcelo Pimentel, afirmou que o ponto mais importante para a empresa neste momento é voltar a vender. “O que essa empresa precisa fazer urgentemente é voltar a crescer em vendas”, afirmou a investidores.

O dólar também registra baixa. A moeda desacelerou as perdas ante o real com a piora das bolsas em Nova York e do Ibovespa.

“A maior economia do mundo em recessão técnica tem duas leituras: a primeira de que o Fed não vai precisar ser tão agressivo em sua política de juros e a segunda é que a maior economia do planeta em recessão traz o retomo da aversão ao risco aos mercados”, avaliou Jefferson Rugik, da corretora Correparti. Mas, a valorização do minério de ferro e algumas commodities agrícolas favorece um dólar mais fraco ante o real, acrescentou.

Ontem (27), a moeda americana também registrou baixa depois que o banco central dos EUA elevou as taxas de juros em 0,75 p. p., como era amplamente antecipado, enquanto comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, estimularam as esperanças de um caminho de alta mais lento. Mais cedo, o dólar chegou a se recuperar, no entanto, com os investidores continuando a digerir os comentários de Powell.

“O aperto de ontem não é um sinal de um período mais duradouro para o dólar, em nossa opinião. Os riscos de alta para o dólar permanecem relevantes devido a um ambiente de risco global instável e à postura amplamente favorável do Fed”, disseram os estrategistas do ING FX Francesco Pesole e Frantisek Taborsky em nota.

🇧🇷 Ibovespa +0,21 (101.648)

💵 Dólar -0,062% (R$ 5,21)

Cotações registradas às 12h30

 

Commodities

petróleo opera entre perdas e ganhos, em meio à revisão de perspectivas de demanda da commodity após o PIB dos EUA, que mostrou contração pelo segundo trimestre consecutivo. Além disso, o fortalecimento do dólar ante outras moedas principais também pressiona os contratos.

minério de ferro  fechou em alta expressiva, após fechar estável na sessão anterior.

🛢 Brent +0,90% (US$ 102,59)

🛢 WTI +0,81% (US$ 98,05)

🇨🇳 Minério de ferro +6,87% (US$ 119,74)

Cotações registradas às 12h30; minério de ferro referente a Qingdao

 

(Com Reuters e Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE