Bolsas da Ásia fecham mistas, digerindo visita de Pelosi a Taiwan

luke-chesser-JKUTrJ4vK00-unsplash

As bolsas da Ásia fecharam sem direção única nesta quarta-feira (03), à medida que investidores monitoram as consequências da visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan.

A China condenou furiosamente a visita, na qual Pelosi prometeu solidariedade americana a uma ilha que Pequim vê como uma província separatista.

O governo chinês considera Taiwan parte de seu território, e reagiu com banimento de importações de produtos alimentícios taiwaneses e realização de manobras militares em áreas próximas à ilha. Entretanto, não houve indicações de que Pequim possa punir indústrias cruciais, como produtores de chips taiwaneses, que a China necessita para a fabricação de smartphones.

Investidores se confortaram com expectativas de que as ações de Pequim continuem demonstrativas. “Obviamente, como investidores na China, não gostaríamos de ver as tensões aumentarem”, disse Thomas Masi, vice-presidente e co-gerente de portfólio da GW&K Emerging Wealth Strategy.

Na agenda de indicadores, o PMI de serviços da China produzido pela S&P Global em conjunto com a Caixin Media subiu para 55,5 em julho, atingindo o maior nível desde abril de 2021.

🇨🇳 Shanghai -0,71%% (3.164)

🇯🇵 Nikkei +0,53% (27.742)

🇭🇰 Hang Seng +0,40% (19.767)

🇰🇷 Kospi +0,89% (2.461)

(Com Dow Jones Newswires e Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE