Bolsas da Europa fecham em queda após dados econômicos dos Estados Unidos

Foto com bandeiras da União Europeia no mastro. Representa bolsas da Europa

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em queda nesta quinta-feira (29), acompanhando a divulgação de dados econômicos norte-americanos, e pronunciamento da primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss.

De acordo com estatísticas divulgadas hoje pelos EUA, o número de pedidos de auxílio-desemprego apresentou redução de 16 mil solicitações na semana encerrada em 24 de setembro, para um total de 193 mil pedidos. A expectativa era de 215 mil.

Além disso, investidores analisam a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano, que sofreu queda 0,6% no segundo trimestre de 2022.

Em solo britânico, a primeira-ministra Liz Truss defendeu seu plano fiscal, que envolve cortes de impostos e aumento de gastos. Truss disse que o Reino Unido está passando por “circunstâncias econômicas muito difíceis” em seus primeiros comentários públicos desde que seu governo divulgou o plano na semana passada, mas enfatizou que as questões são de escopo global e foram provocadas pela guerra na Ucrânia.

Na Alemanha, a novidade ficou por conta da estreia das ações da Porsche na bolsa de Frankfurt. Apesar da oferta pública da empresa ter sido considerada um sucesso, movimentando cerca de 9,4 bilhões de euros, não foi o suficiente para uma sessão positiva na bolsa alemã.

🇩🇪 DAX -1,71%

🇫🇷 CAC -1,53%

🇬🇧 FTSE -1,77%

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?