Bolsas da Europa fecham em queda, com tensões na Ucrânia em alerta

Foto com algumas bandeiras da União Europeia. Representa Bolsas da Europa

As bolsas da Europa fecharam majoritariamente em queda nesta segunda-feira (10), acompanhando as atualizações da guerra na Ucrânia. Além disso, investidores analisam a fala de François Villeroy de Galhau, membro do Banco Central Europeu (BCE).

Outras cidades ucranianas além de Kiev também sofreram explosões na manhã de hoje, o que sugere uma invasão russa planejada. O estrondo foi audível desde Lviv, cidade há mais de 540 quilômetros da capital ucraniana. A cidade do oeste da Ucrânia havia escapado de bombardeios mais severos desde o início da guerra em fevereiro, assim como Dnipro e Zaporizhzhia.

O prefeito de Kiev,Vitali Klitschko, afirmou que foguetes foram disparados contra o centro da cidade e alertou os habitantes próximos para evitar a área. As forças de segurança fecharam as ruas do centro, e os serviços de emergência que estavam no local, disse ele.

Além disso, François Villeroy de Galhau, membro do conselho do BCE, afirmou que a organização deve ser capaz de devolver a inflação à meta de 2% em “dois ou três anos”. Após um período prolongado de taxas de juros extremamente baixas, Mario Centeno, outro funcionário do BCE, observou que a normalização da política monetária na região do euro é “claramente necessária e desejada”.

🇩🇪 DAX -0,07%

🇫🇷 CAC -0,45%

🇬🇧 FTSE -0,45%

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?