Com o halving previsto para sábado (20), o que vai ser do Bitcoin na semana que vem?

bitcoin halving

Se aproxima o dia da “Copa do Mundo” das criptomoedas, mas ninguém sabe com exatidão quando ela vai acontecer. Trata-se do halving do Bitcoin, evento programado que reduz pela metade a emissão de novos ativos. 

Os halvings estão na configuração original do Bitcoin, de 2009 – quando a rede da criptomoeda foi lançada pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto. Eles ocorrem a cada 210 mil blocos, os quais incluem o registro de um grupo de transações que, uma vez minerados, compõem a blockchain como um registro imutável.

Devido à tal configuração, o halving acontece a cada quatro anos – por isso a comparação com a Copa. O evento de agora está previsto para o próximo sábado (20), mas a data é apenas uma probabilidade. 

O diretor de research da Hashdex, Pedro Laporta, e o analista Lucas Santana, da mesma gestora, explicaram os desdobramentos do fenômeno em evento online na última quarta-feira (17). 

Por que o halving é importante?

Os halvings funcionam como a política monetária do Bitcoin. A diferença é que a criptomoeda não fica suscetível às mudanças de pensamento dos diretores de algum banco central. “Até onde tudo indica, é imutável”, diz Pedro sobre a perenidade da configuração do ativo. “Isso não existe com nenhuma outra moeda.”

Talvez pela primeira vez na história da humanidade, prossegue o especialista, é possível constatar a existência de uma cujas características são permanentes, atributo garantido pela tecnologia. Pedro lembra que o Bitcoin está em seu 15º ano de existência, e jamais houve problemas na configuração original da cripto.

A pré-programação do halving permite saber o quanto a oferta de Bitcoin vai crescer. Ela cai pela metade a cada ocorrência, de modo a alcançar o total de 21 milhões de criptomoedas mineradas – máximo de unidades possível – em taxa decrescente.

Dessa forma, “em toda a existência desse ativo, a gente consegue ter uma precisão do quanto ele vai crescer em oferta”, comentou Lucas Santana. A projeção é que 95% dos Bitcoins já tenham sido emitidos até 2035.  

Enquanto o preço da cripto é significativamente volátil, as redes de funcionamento são “extremamente previsíveis”, retoma Pedro.

Na mesma direção, o halving de agora se destaca por deixar a taxa de crescimento da oferta monetária do Bitcoin inferior à do ouro. Ela já é menor que a de todas as moedas fiduciárias, além de contar com a previsibilidade – ponto que fortalece a tese da moeda como candidata a ouro digital. 

Os halvings do Bitcoin são eventos programados que reduzem pela metade a emissão de novos Bitcoins. [Fonte: Hashdex]

O Bitcoin vai disparar após o halving?

O desempenho médio do Bitcoin historicamente acelerou três meses após os halvings anteriores, conforme relatam os especialistas da Hashdex. Tradicionalmente há valorização antes do evento, seguido por um ajuste para baixo e, após, uma “apreciação importante”, nas palavras de Pedro Laporta. 

Foi exatamente o que aconteceu nos três ciclos anteriores. Ainda assim, “fazer previsões de curto prazo para um ativo de volatilidade mais alta é certeza de erro”, frisa o diretor de research. Na Hashdex, sequer se recomenda focar no desempenho de curto prazo da criptomoeda. Pode-se olhar para o desempenho no passado e estimar o que vai acontecer, mas “não dá pra excluir a aleatoriedade”

Ou seja, não é para se posicionar no Bitcoin em função do halving com vistas ao curto prazo. Parte do ânimo com o evento é psicológico, completou Pedro. Por outro lado, há o efeito positivo da empolgação. “Quanto mais o tempo passa, mais o halving refresca as pessoas do quanto vale o Bitcoin”, no sentido de ressaltar a escassez inerente à moeda. 

Adicionalmente, o halving deste ano coincidiu com a aprovação do ETF de Bitcoin à vista (ou “spot”) nos EUA – e com o lançamento dos contratos futuros de Bitcoin no Brasil, nem de longe com o mesmo impacto para o mercado mundial. 

Toda visibilidade ao Bitcoin importa. Afinal, quem investe na moeda hoje não o faz porque o ativo de fato é reserva de valor, mas por acreditar que o mundo vai compreender o Bitcoin como tal. No longo prazo, concluem os analistas, o que importa para a tese de investimentos da moeda é a adoção. 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?