Ibovespa fecha em queda, acompanhando NY em meio a discurso de presidente do Fed

stock-g281e8d53c_1920

O Ibovespa fechou em queda nesta sexta-feira (26), acompanhando Nova York, em sessão marcada pela reação do mercado ao discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, no Simpósio de Jackson Hole. O teor das declarações foi considerado agressivo (hawkish) pelo mercado, o que pressionou os mercados financeiros ao redor do mundo em meio a preocupações com uma desaceleração econômica. No índice, poucos papéis registraram alta.

O cenário de cautela global ditou a maior parte do ritmo dos investidores no Brasil no pregão de hoje. O número de apostas de analistas que acreditam em uma alta de 0,75 ponto percentual na próxima reunião do Fed cresceu ao longo do dia, renovando os temores em relação a uma recessão mais acentuada.

O dólar fechou novamente em queda, contrariando a tendência do mercado internacional, no qual a moeda americana se fortaleceu após as declarações de Powell em Jackson Hole. O fluxo positivo de capital estrangeiro segue sustentando o real e dando suporte a esse movimento.

📊 Ibovespa 112.298,86 pontos (-1,09%)
💰 Volume R$ 26,2 bilhões
💵 Dólar R$ 5,0781 (-0,67%)

Entre os poucos destaques positivos de hoje, a Alpargatas (ALPA4) registrou novamente bom desempenho e avançou 7,18%, ainda impulsionada por um otimismo em relação ao crescimento da divisão internacional da companhia. A Cielo (CIEL3) subiu 2,25%, impulsionado pela revisão da cobertura dos papéis empresa pelo Credit Suisse, que elevou a recomendação de “neutra” para “outperform”, com preço-alvo de R$ 7,50 por ação. O GPA (PCAR3) completou o pódio, impulsionado pela proposta de desinvestimento do Grupo Éxito, com investidores reagindo positivamente à notícia de que o grupo deve se desfazer da rede colombiana.

As ações da Petrobras chegaram a operar em queda, na esteira das declarações mais duras do presidente do Fed, Jerome Powell, que derrubaram as cotações do petróleo momentaneamente, mas reagiram e fecharam em alta, com as ON (PETR3) subindo 0,75% e as PN (PETR4) avançando 1,08%.

Do lado negativo, a Usiminas (USIM5) esteve entre as maiores perdas da sessão, com 6,67%, após divulgar que irá distribuir os reparos emergenciais e definitivos da Coqueria 2 da Usina de Ipatinga em R$ 57 mi em 2022, R$ 97 mi em 2023 e R$ 951 mi entre 2024 e 2026. A Vale (VALE3) reverteu sinal e fechou em queda de 1,17%, após subir ao longo da sessão, na esteira dos ganhos do minério de ferro em Qingdao.

As techs, mais sensíveis ao aumento das taxas de juros. também foram pressionadas, assim como nas bolsas americanas. A Totvs (TOTS3) recuou 4,66%, enquanto a Locaweb (LWSA3) teve queda de 3,49% e a Positivo (POSI3) de 1,13%. O setor de varejo, também sensível ao panorama de juros, recuou, com Americanas (AMER3), Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) recuando 3,67%, 3,25% e 2,14%, respectivamente.

⬆️ Maiores Altas do Ibovespa

🟢 ALPA4 +7,18%
🟢 PCAR3 +3,02%
🟢 CIEL3 +2,25%

⬇️ Maiores Baixas do Ibovespa

🔴 NTCO3 -6,73%
🔴 USIM5 -6,67%
🔴 CSNA3 -5,95%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?